terça-feira, 9 de abril de 2013

Distrito Federal investiga mortes de cinco bebês por bactéria em UTI neonatal Mortes ocorreram nos últimos dez dias no Hospital Regional de Ceilância (HRC) e em dois casos foi confirmada a presença da bactéria Serratia; três bebês ainda estão internados



UTI neonatal é interditada após infecção de recém-nasUTI neonatal é interditada após infecção de recém-nascidos por bactéria em SPcidos por bactériA Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou que cinco bebês morreram nos últimos dez dias no Hospital Regional de Ceilândia (HRC), região administrativa da capital federal. Em pelo menos dois casos, foi confirmada a presença da bactéria Serratia.

De acordo com nota da secretaria, a causa de óbito de um dos recém-nascidos em questão permanece desconhecida. Dois bebês morreram por outras patologias. Ainda segundo o órgão, duas crianças encontram-se em observação no hospital de Ceilândia com diagnóstico confirmado para a bactéria e uma terceira apresenta infecção ainda desconhecida.
Equipes de Controle de Infecção Hospitalar estão na unidade de saúde, na tentativa de identificar o que provocou os casos de infecção pela Serratia. As gestantes que chegam ao local estão sendo encaminhadas para outros hospitais. “Aquelas em situação de emergência, em que não há como esperar, o parto é feito no HRC e a paciente e o bebê são encaminhados para outro hospital”, informou a secretaria.

    a em SP