segunda-feira, 29 de abril de 2013

domingo, 28 de abril de 2013 - 23h04 Atualizado em domingo, 28 de abril de 2013 - 23h04 Itália: Homem abre fogo em cerimônia oficial Dois policiais e um pedestre sofreram ferimentos



Um homem abriu fogo do lado de fora da sede do governo onde o moderado Enrico Letta prestou juramento neste domingo, dia 28, em uma cerimônia do novo governo italiano. Dois policiais e um pedestre sofreram ferimentos. O homem também foi atingido e está hospitalizado.

O autor dos disparos é um calabrês (sul da Itália) de 49 anos que se apresentou em frente ao Palácio Chigi vestido de terno e gravata, antes de abrir fogo a 5 metros de distância dos carabineiros. "É o gesto de um louco desequilibrado", afirmou o prefeito de Roma, Gianni Alemanno, diante da imprensa.

Para o novo ministro italiano do Interior, Angelino Alfano, trata-se de um ato isolado de um desempregado que queria se suicidar. Segundo disse, "não há preocupação pela situação geral de ordem pública", embora tenha informado que a vigilância dos alvos de risco foi reforçada.

A cerimônia, que começou às 9h30 (6h30 de Brasília), durou menos de meia hora. O primeiro a fazer o juramento foi o líder do governo, Enrico Letta, que foi incumbido na quarta-feira pelo presidente Giorgio Napolitano de formar um governo apoiado em uma inédita coalizão de partidos da esquerda e da direita com a qual pretende tirar o país da crise econômica e política.

O novo executivo, formado após dois meses de paralisia política, é resultado de uma divisão equilibrada, com nove ministros do Partido Democrata, principal grupo de centro-esquerda, cinco do Partido de Silvio Berlusconi, o Povo da Liberdade (direita), três centristas e quatro tecnocratas.