domingo, 26 de maio de 2013

Posted: 25 May 2013 10:44 AM PDT
Dilma Rousseff discursa durante cerimônia de comemoração do cinquentenário da  União Africana, em Adis Abeba, na Etiópia. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR Dilma Rousseff discursa durante cerimônia de comemoração do cinquentenário da União Africana, em Adis Abeba, na Etiópia. Foto: Roberto Stuckert Filho/PR
A presidenta Dilma Rousseff disse neste sábado (25), em Adis Abeba, na Etiópia, durante cerimônia de comemoração do Jubileu de Ouro da União Africana, que o Brasil vê o continente africano como irmão e vizinho próximo. Na véspera do encontro, Dilma afirmou que deseja uma cooperação não opressiva com a África, baseada em vantagens mútuas e valores compartilhados.
“O Brasil vê o continente africano como irmão e vizinho próximo, temos semelhanças e afinidades profundas. Mais da metade dos quase 200 milhões de brasileiros se reconhece como afrodescendentes e essa descendência é um dos veios mais ricos que conforma a nação brasileira”, disse.
Dilma citou o engajamento brasileiro nas relações com a África e disse que há um genuíno interesse da sociedade civil brasileira nesta parceria. O Brasil é um dos países que tem maior representatividade diplomática na África, com 37 embaixadas em 54 países, e projetos de cooperação técnica em 40 países do continente.
“O governo brasileiro assumiu liderança essencial nesse processo e hoje vemos com orgulho, cada vez mais, que as relações com o continente africano se pautam por genuíno interesse da sociedade civil brasileira e do setor privado. Nosso relacionamento é de longo prazo e tem um sentido estratégico”, afirmou a presidenta.
Confira a íntegra