terça-feira, 21 de maio de 2013

Agenda: reunião com o ministro da Fazenda

A presidenta Dilma Rousseff visitou nesta segunda-feira (20) a Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco e disse que o governo será um parceiro do setor sucroalcooleiro e estará sempre aberto ao diálogo. Durante discurso, a presidenta citou a destinação de R$ 125 milhões em subsídios para os produtores de cana-de-açúcar da região Nordeste para ajudá-los a enfrentar a seca e a recompor os seus canaviais.
Serão beneficiados diretamente 17 mil produtores, com um auxílio de R$ 12 por tonelada de cana, limitado a 10 mil toneladas por produtor. A medida ajudará especialmente os pequenos plantadores a manterem sua renda, já que está sendo estimada uma perda de aproximadamente 30% na produção. Para ter acesso ao subsídio, o produtor deve apresentar à Conab as notas fiscais que comprovam a entrega do produto às usinas.
“Sempre que for possível, podem ter certeza que o governo federal será parceiro dos senhores, será parceiro em todas as áreas e, sem sombra de dúvida, é importante que vocês tenham uma interlocução com o Ministério da Fazenda, o Ministério da Agricultura e, quando for o caso da Previdência, com o Ministério da Previdência. Nós também, lá na Presidência, estaremos sempre abertos para esse diálogo, seja das lideranças dos senhores – aqui nós temos líderes inequívocos – como também dos representantes, o que eu considero muito importante”, disse a presidenta.
Para Alexandre Andrade Lima, diretor-presidente da União Nordestina dos Produtores de Cana, a medida vai beneficiar principalmente os agricultores familiares, que produzem menos de mil toneladas de cana e representam 90% dos atingidos.
“A presidenta teve sensibilidade em relação a situação dos produtores da Zona da Mata, que enfrentam a pior seca dos últimos 50 anos, com graves prejuízos aos setor no Nordeste. É o quarto ano seguido dessa subvenção, e com o aumento estamos muito satisfeitos. É a salvação”, afirmou Alexandre Andrade.Fonte:Blog do Planalto