quarta-feira, 8 de maio de 2013

Decidimos impulsionar a cooperação em todos os níveis, afirma Dilma após encontro com o presidente do Egito

Posted: 08 May 2013 09:17 AM PDT
A presidenta Dilma Rousseff afirmou, após encontro com o presidente egípcio Mohamed Morsi, que Brasil e Egito decidiram impulsionar a cooperação bilateral em todos os níveis, especialmente nas áreas econômica e social. Morsi foi recebido no Palácio do Planalto nesta quarta-feira (8), onde participou de reunião, assinatura de atos e declaração à imprensa.
“No Egito, como no Brasil, os ventos da democratização vão ser os precursores de um projeto econômico renovado, tanto do ponto de vista social, quanto do ponto de vista político e no que se refere a afirmação da soberania no Egito. Nesse contexto auspicioso, o presidente Morsi e eu decidimos impulsionar a cooperação entre o Brasil e o Egito em todos os níveis, priorizando as áreas econômica social e cultural”, afirmou Dilma.
Segundo a presidenta, durante o encontro Morsi expressou o desejo de contar com o apoio brasileiro para fortalecer a produção agrícola no Egito, e afirmou que o Brasil poderá apoiar muito o desenvolvimento e a busca pela justiça social. Ele ainda convidou os empresários brasileiros para investir no país. Dilma aproveitou o encontro para agradecer o apoio do Egito ao embaixador Roberto Azevêdo, escolhido para comandar a Organização Mundial do Comércio (OMC).
“O estreitamento das nossas relações comerciais e das nossas parcerias em investimento são estratégicas para a qualidade da nossa cooperação. (…) Uma cooperação Sul-Sul entre nossos países é estratégica para que se estabeleça de fato a multipolaridade no mundo. Temos a convicção que nossos países e povos têm pela frente um grande futuro e um imenso caminho de cooperação. Queremos construí-lo juntos”, completou Dilma.
Atos
Foram assinados, ao todo, sete documentos, entre atos internacionais e institucionais, incluindo memorando de entendimento na área de desenvolvimento social, com enfoque em políticas públicas de segurança alimentar, geração de renda e igualdade de gênero. A troca de experiências na área ambiental também foi contemplada.
Também foram contempladas as áreas da saúde, com a troca de experiências médicas e em políticas públicas; da agricultura, com a cooperação para troca e estabelecimento de novas técnicas de agricultura, incluindo irrigação e capacitação de pequenos agricultores; além do convênio entre a Fundação Biblioteca Nacional e a Biblioteca de Alexandria para ações culturais conjuntas, trocas de exemplares e de informações profissionais.
Confira a íntegra