terça-feira, 4 de setembro de 2012

Imprimir Tamanho de fonte A A terça-feira, 4 de setembro de 2012 - 10h28 Atualizado em terça-feira, 4 de setembro de 2012 - 11h28 Idosa que destruiu imagem quer finalizar obra Em entrevista exclusiva, a espanhola Cecilia Giménez conta como se sente após o alvoroço provocado por sua frustrada restauração


Cecilia Giménez, a idosa espanhola quedeteriorou uma imagem religiosa do Santuário de Misericórdia, em Zaragosa, ao tentar restaurar a obra Ecce Homo disse, em entrevista exclusiva ao Metro, que deseja finalizar o trabalho.

"Gostaria que me deixassem terminar, já que fiz apenas uma preparação para continuar pintando, mas não me deixaram acabar. Estou convencida de que posso deixá-lo bom, como fiz em outras ocasiões", disse a mulher que arrancou sorrisos de milhões de pessoas.

Confira também a matéria no Metro SP

"Sinto uma grande alegria de que o Borja seja conhecido graças a mim, apesar de essa não ter sido a minha intenção quando me dispus a corrigir o Ecce Homo", diz dona Cecilia.

Depois da polêmica em torno da obra, a octogenária até ficou ficou doente, segundo José Maria Aznar, encarregado pelo santuário. "Ela passa todos os verões no Santuário. Todos os anos retocava a pintura sem nenhum problema, mas há quatro anos ela parou, pois havia uma goteira que estragou quase toda a imagem. Mas, em uma manhã, ela decidiu voltar aos trabalhos sem consultar ninguém", afirma Aznar.

Cecilia ganhou alguns detratores, mas muitas pessoas foram solidárias, sem contar os fãs em todo o planeta, que enviam cartas para animá-la. "Quero agradecer todo esse apoio e carinho que tenho recebido de todo o mundo. Graças a isso me sinto melhor", desabafou.

José Maria afirma que apesar da boa vontade da idosa em restaurar a obra teve que levar o fato ao conhecimento da prefeitura de Borja.

As autoridades foram à igreja para analisar o caso. Uma imagem foi publicada em um blog, passou pelo Facebook e então Borja e seus habitantes ganharam a fama mundial.


Aos 85, dona Cecilia Giménez já está até no Wikipédia

Dona Cecilia teve uma vida difícil: é viúva desde muito jovem e teve dois filhos, um que morreu aos 20 anos e o outro, de 52 anos, está em uma cadeira de rodas por causa de uma doença degenerativa.

Ela é de Borja e gosta de visitar o Santuário todos os anos. Os habitantes da cidade a descrevem como de caráter amável.Todos a admiram porque é uma grande devota que sempre ajudou a igreja, limpando e decorando-a.

Agora, sua fama é tanta que até chegou a Wikipedia – "uma pintora e restauradora espanhola, conhecida mundialmente por sua restauração da obra Ecce Homo, de Elías García Martínez, que se encontra no Santuário da Misericórdia de Borja, província de Zaragoza, na Espanha" –, e também ganhou páginas em sua homenagem no Facebook.

Na última semana, a foto de um desenho em uma parede que remete ao trabalho do famoso e misterioso grafiteiro Banksy ganhou o mundo com uma versão ao estilo marcante de Cecilia Giménez.

Saiba mais
A igreja fica em uma montanha, com muitas árvores e pinheiros ao redor, além de fontes de água;

O “Ecce Homo” é uma pintura em parede, realizada por Elías García Martínez, no século 19;

Borja fica na província de Zaragoza, na Espanha. Tem cerca de cinco mil habitantes e muitos monumentos arquitetônicos.

Nada de missa em Borja
O pároco de Borja, Florencio Garcés, optou por não realizar missas no Santuário da Misericórdia até que acabe a polêmica mundial em torno da "restauração" do Ecce Homo. "Não celebrarei cultos até que esse tumulto acabe", diz Garcés, que é a favor de “esconder” a pintura.

Leia outras edições do Metro