quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Fábrica de cosméticos volta para o RJ Problemas de gestão provocaram o fechamento da empresa Leite de Rosas, fundada em 1929


 Três anos após fechar as portas, a empresa carioca Leite de Rosas volta à comunidade da Mangueira, zona norte. A volta da fábrica para o complexo da rua Ana Neri tem relação com o processo de pacificação da região, que recebeu a Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) em novembro do ano passado.

Segundo o governo do Rio de Janeiro, problemas de gestão provocaram o fechamento da empresa, fundada em 1929. Desde 2009, a Leite de Rosas estava funcionando apenas em Aracaju, em Sergipe.


O diretor industrial Heraldo Ribas explica a reabertura da fábrica na comunidade: “Voltamos para a Mangueira pela necessidade de logística e de resgatar os valores da empresa. Esse retorno também tem a ver com a pacificação da comunidade”, disse o neto do fundador da marca.

Com a reabertura, são abertas 400 novas vagas, com prioridade para moradores da região. Ex-funcionários também estão sendo recontratados: “Dos cerca de 480 funcionários que tínhamos, 80% eram moradores da região. Quando souberam que estávamos aqui, começamos a receber currículos e telefonemas”, revela o diretor.